The Cry

Children’s Day Party: The Esther Project

1 May 2012

Dia das Criancas

No dia 12 de outubro de 2011 aconteceu a Festa do Dia das Crianças, para os filhos das mulheres do Projeto Ester. E essa foi a primeira vez que eu tive a experiência de fazer um roteiro com tudo o que iria ocorrer no evento. Quando a coordenadora do Projeto Ester, Esdrianne Cohen me disse que eu estaria responsável por boa parte da festa, confesso que tive medo, mas disse que tudo bem, já que ela estaria ao meu lado, me ajudando. Fui para casa, com o peso daquela responsabilidade, e pensando no que poderíamos ter como tema para aquele dia, algo que pudéssemos passar para as crianças como ensinamento em base bíblica. Logo pensei em falar de obediência, utilizando o texto de 1 Samuel capítulo 3, já que estávamos tratando de crianças. Comuniquei a Esdrianne que aceitou o tema. Mas algo me dizia que não era exatamente aquilo que deveria ser feito, porque apesar de ter um embasamento bíblico, eu mesma não estava sendo obediente, já que não havia perguntado a Deus o que Ele queria falar para aquelas crianças naquele dia, apenas pensei em algo que seria pertinente os meus olhos, e tratando-se de um texto bíblico, estava tudo correto, era o que precisávamos como base para dar início a um roteiro. Porém, eu estava extremamente enganada, pois era eu quem precisava aprender a ser obediente a Deus, e dar ouvidos a Ele, como fez o pequeno Samuel ao ouvir o Senhor lhe chamar.  Foi em um domingo depois do culto que eu sentei e falei com Deus, pedindo direção a Ele, sobre o que eu deveria falar e fazer, para que o Espírito Santo viesse me dar a direção.  E Ele me ouviu, comprovando o que está escrito: ‘Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem sucedidos.’ Provérbios 16:3. A partir daquele momento, Deus foi me ensinando e me mostrando o caminho, me deu o tema: ‘Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.’ João 3:16. Um tema simples e profundo, algo que eu não pensaria, por considerar um versículo tão conhecido.  Mais uma vez eu me enganei ao esquecer que a palavra do Senhor é verdadeira, eficaz e se renova a cada dia. Deus me trouxe a memória situações que demonstram como cada criança daquela já passou por momentos tão difíceis a pesar de pouca idade, mães que as rejeitam ainda no ventre, ao nascer, se deparam com uma sociedade excludente que as coloca a margem, sem ter ao menos a oportunidade de serem simplesmente crianças. Partindo deste versículo, o roteiro começou a ser elaborado, e todas as brincadeiras e histórias giravam em torno do amor de Cristo e de uma vida obediente a Deus, que dá frutos.  E não parou por aí, Deus mais uma vez me surpreendeu, pois a Esdrianne e o Richard estavam temerosos por acreditarem que por ser feriado, poderia não vir muitas pessoas para a festa, já que as mulheres do Projeto Ester não costumam ficar no Centro da Cidade em dias como este.  Mas no dia da festa, ao contrário do que pensávamos, aos poucos, nós fomos vendo a sala da Palavra Encarnada ficar cheia de mães e de crianças que precisavam receber o amor de Cristo. Por um tempo me senti perdida, mesmo tendo o roteiro nas mãos tive medo, mas Deus já havia cuidado de tudo, havia muitos voluntários, amigos e irmãos em Cristo que dispuseram um pouco do seu tempo para estar naquele lugar, ajudando, aprendendo e servindo. No fim, tudo correu da melhor forma possível, o amor que havia em cada um de nós, transbordou e Deus se fez presente. Até culto com palavra e louvor para as mães das crianças ocorreu, algo que eu nem imaginava que aconteceria.  E para resumir em poucas palavras, eu só posso dizer que Deus é bom e não há outro, quando estamos debaixo de uma direção, todas as coisas cooperam para o nosso bem!

- Autor – Agatha Alves, WMF Brasil Voluntaria

Translated in English

On October 12, 2011, we had the Children’s Day Party for the children of women of Project Esther. And that was the first time I had the experience of creating all that would occur in the event. When the Project Coordinator Esther Esdrianne Cohen told me that I was responsible for much of the party, I confess that I was afraid, but said okay, since she was beside me and would help me. I went home with the weight of that responsibility, and wondered what I could have as a theme for that day, something that could pass-on to the children with a biblical basis. I thought to speak of obedience, using the text of 1 Samuel chapter 3, since we were dealing with children. I communicated with Esdrianne who accepted the idea. But something told me that was not exactly what should be done, because despite having a biblical foundation, I myself was not being obedient, as I had not asked God what He wanted me to talk to those children that day, but just thought of something that would be pertinent to my eyes, and was in the Bible. But I was greatly mistaken, for it was I who needed to learn to be obedient to God and to listen to him, as did the young Samuel to hear the Lord calling him. It was a Sunday after church I sat down and talked with God, praying to him, about what I should say and do, so that the Holy Spirit would give me direction. And He heard me, proving what is written: ‘Commit to the Lord whatever you do and your plans will succeed.” Proverbs 16:3. From that moment, God was teaching me and showing me the way, gave me the theme: “For God so loved the world that He gave His only begotten Son, that whoever believes in him shall not perish but have eternal life.” John 3:16. A simple theme and deep, but something I do not think of since it is a well-known verse. Again I was wrong to forget that the word of the Lord is real, effective, and is renewed every day. God brought to my mind situations that demonstrate how each child  has gone through such a difficult time in spite of their young age, mothers who reject them in the womb, at birth, encounter an exclusive society that puts them on the margins, without having opportunity to be children. From this verse, the theme began to developed, and all the jokes and stories revolved around the love of Christ and an obedient life to God, which bears fruit. And it did not stop there, God once again surprised me, because Esdrianne and Richard were fearful because they believe that on a holiday, many people might not come to the party, since women of the Esther Project did not usually come downtown on days like this. But at the party, contrary to what we thought, we saw a  room full of mothers and children in need receive the incarnate  love of Christ. For a while I felt lost, even with the  theme and planning I was afraid, but God took care of everything, there were many volunteers, and friends in Christ who took a time to be there, helping, learning and serving . In the end, everything went as better than expected, the love that was in each one of us, overflowed and God was present. By word and worship the mother’s of the children praised God, something I never thought would happen. And to summarize in a nutshell, I can only say that God is good and there is no other. When we are under His direction, all things work together for our good!

- Author – Agatha Alves, WMF Brazil volunteer

One Response to “Children’s Day Party: The Esther Project”

  1. jon reitmeyer says:

    A few of us from Michigan will be coming to Receife for the 2012 childrens day. Any information you can provide to us regarding preparing for what we will do there, the conditions to expect, both of the children and the area and any other insight would be greatly appreciated.
    Thank You
    Jon Reitmeyer
    Houghton Lake MI, 48629

Leave a Reply

*